Estado do Rio encerra 2022 com o menor número de crimes contra a vida em 31 anos


19/01/2023 10:45h

O estado do Rio de Janeiro encerrou o ano de 2022 com expressivas reduções nos crimes contra a vida. Em 12 meses, os homicídios dolosos (intencionais) registraram queda de 6%, o que representa menos 201 vítimas em comparação ao mesmo período de 2021. O latrocínio (roubo seguido de morte) apresentou diminuição de 43% e a letalidade violenta (roubo seguido de morte, homicídio doloso, morte por intervenção de agente do estado e lesão corporal seguida de morte), de 6%. Estes foram os menores valores para o acumulado do ano nos três indicadores dos últimos 31 anos, quando se iniciou a série histórica do ISP. As mortes por intervenção de agente do estado também declinaram 2% no acumulado. 


Na produtividade policial, as apreensões de fuzis e prisões em flagrante também apresentaram resultados positivos. De janeiro a dezembro 457 fuzis foram retirados das ruas - cerca de um por dia. E 34.232 pessoas foram presas em flagrante pelas polícias em 2022.


- Registrar a maior redução dos últimos 31 anos de crimes contra a vida no nosso estado é algo que precisa ser destacado. Digo e repito: a vida é nosso bem mais precioso, então diminuir cada vez mais esse tipo de crime é algo que perseguimos diariamente. Mais uma vez, agradeço ao trabalho integrado das polícias Civil e Militar para chegarmos nesses  resultados - disse o governador Cláudio Castro.


Vale ressaltar que os crimes contra o patrimônio seguem em declínio também. Roubos de rua reduziram 7%, o que significa menos 4.375 vítimas; e de carga 6%.  


- Desde o início de 2022, o estado do Rio vem registrando quedas consecutivas nos homicídios dolosos e temos quase sempre batido o menor valor da nossa série histórica. Temos que destacar também a importância da diminuição do roubo de rua, que impacta diretamente a sensação de segurança da população - explicou a diretora-presidente do Instituto de Segurança Pública, Marcela Ortiz.


 Principais indicadores:


Homicídio doloso: 3.052 vítimas no ano de 2022 - este foi o menor valor para o acumulado desde 1991. Na comparação com 2021, o delito registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano.


Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do estado): 4.473 vítimas no ano de 2022 - este foi o menor valor para o acumulado desde 1991. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano.


Morte por intervenção de agente do estado: 1.327 mortes no ano de 2022 - este foi o menor valor para o acumulado desde 2020. Na comparação com 2021, o delito registrou redução de 2% em relação ao acumulado do ano.


Roubo de carga: 4.239 casos no ano de 2022 - este foi o menor valor para o acumulado desde 2013. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 6% em relação ao acumulado do ano.


Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 62.120 casos no ano de 2022 - este foi o menor valor para o acumulado desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 7% em relação ao acumulado do ano.


Roubo de veículo: 25.212 casos no ano de 2022. Na comparação com 2021, o indicador registrou aumento de 4% em relação ao acumulado do ano.


Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de dezembro. Para mais informações sobre os indicadores, acesse o site do ISP.




Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados