Mortes violentas e roubo de carga caem no estado do Rio


24/11/2022 11:33h

Entre janeiro e outubro deste ano, a letalidade violenta (roubo seguido de morte, homicídio doloso, morte por intervenção de agente do estado e lesão corporal seguida de morte) registrou queda de 9% e o homicídio doloso (intencional), de 8%. Estes foram os menores valores para o acumulado do ano nos dois indicadores nos últimos 31 anos. O latrocínio - roubo seguido de morte - também teve resultado expressivo, com 39 vítimas a menos no período. As mortes por intervenção de agente do estado declinaram 9% no acumulado. Vale ressaltar que as polícias estaduais retiraram 390 fuzis das ruas do estado entre janeiro e outubro deste ano – cerca de um por dia.

- Retirar essas armas de guerra das mãos dos criminosos é prioridade das forças de segurança. Esses fuzis tiram a vida dos moradores inocentes e dos nossos policiais, que trabalham dia e noite para proteger a população. É nesse terreno que nossos policiais civis e militares atuam – destacou o governador Cláudio Castro.

Os crimes contra o patrimônio também continuam apresentando resultados positivos este ano. Nos dez primeiros meses de 2022, o roubo de carga teve o menor número de casos desde 2013 - a redução foi de 12%. Os roubos de rua e de veículo também seguiram a tendência de queda, de 8% e 3%, respectivamente.

- A divulgação frequente desses dados é essencial para a gestão da segurança pública. Com essas informações, as polícias Civil e Militar conseguem alocar seus recursos de maneira mais eficaz para combater o crime no estado - explicou a diretora-presidente do Instituto de Segurança Pública, Marcela Ortiz.


Principais indicadores:

▪Homicídio doloso: 2.545 vítimas nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 287 em outubro - este foi o menor valor para o acumulado desde 1991. Na comparação com 2021, o delito registrou redução de 8% em relação ao acumulado do ano e aumento de 6% em relação ao mês.

▪Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do estado): 3.735 vítimas nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 402 em outubro - este foi o menor valor para o acumulado desde 1991 e para o mês desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 9% em relação ao acumulado do ano e de 1% em relação ao mês.

▪Morte por intervenção de agente do estado: 1.111 mortes nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 101 em outubro - este foi o menor valor para o mês desde 2017. Na comparação com 2021, o delito registrou redução de 9% em relação ao acumulado do ano e aumento de 16% em relação ao mês.

▪Roubo de carga: 3.306 casos nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 397 em outubro - este foi o menor valor para o acumulado desde 2013. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 12% em relação ao acumulado do ano e aumento de 23% em relação ao mês.

▪Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 52.361 casos nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 5.091 em outubro - este foi o menor valor para o acumulado desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 8% em relação ao acumulado do ano e aumento de 2% em relação ao mês.

▪Roubo de veículo: 20.427 casos nos primeiros dez meses do ano de 2022 e 2.451 em outubro - este foi o menor valor para o acumulado desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 3% em relação ao acumulado do ano e aumento de 30% em relação ao mês.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de outubro. Para mais informações sobre os indicadores, acesse o site do ISP.

Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados