Mortes violentas caem no estado do Rio em Janeiro


25/02/2022 08:06h

Roubos de rua também registraram redução no primeiro mês do ano 

O estado do Rio de Janeiro apresentou, no primeiro mês deste ano, redução de 34% nas mortes violentas intencionais (soma de homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e morte por intervenção de agente do estado). Os homicídios dolosos (quando há intenção de matar) também caíram em janeiro de 2022, 32% em comparação com o mesmo período de 2021 - contabilizando 251 casos, contra 368 no mesmo período do ano passado. Esse número representa o menor mês de janeiro desde 1991, quando se iniciou a série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP). As mortes por intervenção de agente do estado recuaram 37% em janeiro, quando comparado com o mesmo mês de 2021.

Outro destaque é a queda no indicador de roubos de rua (soma de roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo). Neste ano houve um declínio de 25% quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Foram 4.813 registros em 2022 contra 6.435 em janeiro do ano passado, o que representa o menor mês de janeiro desde 2006. Os roubos de veículo também alcançaram números expressivos: redução de 20% em 2022.

O governador Cláudio Castro destaca a integração entre as forças de segurança do estado:

- A integração entre as polícias Civil e Militar é a grande responsável por esse resultado positivo. Estamos investindo fortemente na segurança pública para que as instituições trabalhem cada vez mais integradas, pois temos certeza de que dessa forma, a população fluminense será a grande beneficiada - afirmou.

Produtividade policial

Na produtividade policial, foram presos em flagrante pelas polícias civil e militar 2.637 pessoas, ou seja, cerca de 85 pessoas foram capturadas por dia no estado. As polícias também retiraram de circulação 547 armas de fogo, sendo 54 fuzis. Essa foi a maior apreensão de fuzis para um mês desde agosto de 2019.

A diretora-presidente do ISP, Marcela Ortiz, explica que a queda dos indicadores pode ser um resultado da integração entre as forças de segurança do estado:

- Essa redução que tivemos no início do ano é muito significativa, ainda mais se levarmos em consideração que em janeiro do ano passado a vacinação só começou na segunda quinzena do mês e a circulação de pessoas nas ruas ainda estava reduzida. Neste ano o nível de isolamento social está bem menor e com a vacinação disponível para a população, a circulação de pessoas se normalizou, portanto, era previsto que os crimes de oportunidade voltassem a subir - o que não foi o caso em janeiro - ressaltou.

Principais indicadores:

▪ Homicídio doloso: 251 vítimas em janeiro de 2022 - foi o menor valor para o mês desde 1991. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 32%.

▪ Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 259 vítimas em janeiro de 2022 - foi o menor valor para o mês desde 1999. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 32%.

▪ Morte por intervenção de agente do estado: 93 vítimas em janeiro de 2022 - foi o menor valor para o mês desde 2016. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 37%.

▪ Roubo de carga: 376 casos em janeiro de 2022. Na comparação com 2021, o indicador registrou aumento de 4%.

▪ Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 4.813 casos em janeiro de 2022 - foi o menor valor para o mês desde 2006. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 25%.

▪ Roubo de veículo: 1.859 casos em janeiro de 2022 - foi o menor valor para o mês desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 20%.

▪ Prisão em flagrante: 2.637 prisões em flagrante em janeiro de 2022. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 10%.

▪ Armas apreendidas: 547 armas apreendidas em janeiro de 2022. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 12%.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de janeiro. Para mais informações sobre os indicadores, acesse o site do ISP.





Assessoria de Imprensa do Instituto de Segurança Pública – ISP
Karina Nascimento - Tel: 2332-9690/ 98165-4291
e-mail: knascimento.isp@gmail.com /  imprensaisp@gmail.com
www.isp.rj.gov.br

Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados