Homicídios e crimes contra o patrimônio registram queda em junho 2018

Karina Nascimento
17/07/2018 10:22h

Comparação entre trimestres de 2018 mostra tendência geral de queda de criminalidade

O mês de junho de 2018 registrou queda em importantes indicadores de criminalidade no estado na comparação com o mesmo período do ano passado. Pelo terceiro mês consecutivo, o indicador roubo de veículos registrou queda, desta vez de 12% em comparação com junho de 2017. Foi a primeira vez desde outubro de 2016 que as ocorrências ficaram abaixo das 4.100 em um mês.

O indicador roubo de cargas também caiu pelo terceiro mês consecutivo na comparação com o ano passado, ficando no mesmo patamar de maio, indicando que a queda observada naquele mês não foi causada apenas pela greve dos caminhoneiros. Em relação a junho de 2017, a queda foi de 23% (755 contra 982 ocorrências). O homicídio doloso registrou queda de 3,8% em comparação com junho de 2017 (375 contra 390 vítimas). Já a letalidade violenta (homicídio doloso, homicídio decorrente de intervenção policial, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) caiu 5% em relação a maio, mas ainda está 7,9% acima de junho de 2017. Entre os indicadores de letalidade violenta, o homicídio decorrente de intervenção policial registrou alta de 59,8% em relação a junho de 2017 e subiu 9,2% em relação a maio.

Em relação aos roubos de veículo, 2018 começou com os maiores registros de ocorrências da série. A partir de abril, porém, notamos uma trajetória consistente de queda. Quando comparamos junho deste ano com o mesmo período do ano passado, observamos uma queda de 12% no indicador. Numa análise sobre roubo de veículos (disponível abaixo) feito pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), notamos que as cinco Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) que mais contribuíram para a redução do índice na comparação entre os dois primeiros trimestres de 2018 abrangem desde a região do Grande Méier, na Zona Norte da Capital, até a cidade de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, passando por Madureira, Pavuna e São João de Meriti.

As ocorrências de roubo de rua (roubo a transeunte, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular) apresentam uma trajetória de estabilidade em 2018, que se dá em um patamar consideravelmente abaixo daquele observado no segundo trimestre de 2017 (os números do primeiro trimestre de 2017 foram impactados pela paralisação dos policiais civis ocorrida naquele período). Quando comparamos o mês de junho com o mesmo período do ano passado, notamos uma queda de 7% nos crimes de rua.

Após começar 2018 próximo ao patamar das 600 ocorrências, os casos de roubo a estabelecimento comercial tiveram uma queda iniciada em maio e acentuada em junho, quando chegaram ao menor nível no ano (525 ocorrências). A queda em relação a junho de 2017 foi de 15%, e em relação a maio de 2018 foi de 16%.

Os dados divulgados pelo ISP são referentes aos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro durante o mês de junho.





Assessoria de Imprensa do Instituto de Segurança Pública – ISP
Karina Nascimento - Tel: 2332-9690/ 98596-5264
e-mail: knascimento.isp@gmail.com / imprensaisp@gmail.com
www.isp.rj.gov.br

Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados