Roubo de rua apresentou queda de 16,6% no estado

Karina Nascimento
15/12/2017 10:17h

Os indicadores de homicídio doloso, roubos de carga, a residência e a estabelecimento comercial também caíram em novembro emcomparação com o mesmo período do ano passado.

 

O Instituto de Segurança Pública(ISP) divulga hoje as incidências Criminais e Administrativas de Segurança do Estado do Rio de Janeiro referentes ao mês de novembro de 2017. Os dados são referentes aos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro durante o mês.

No mês de novembro de 2017, foram registrados 10.144 roubos de rua (soma de roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo) no estado do Rio de Janeiro. Foram 2.023 ocorrências a menos (queda de 16,6%). Esse foi o segundo mês consecutivo que o número de registros de roubo de rua ficou abaixo do observado em 2016. As maiores quedas ocorreram nas Áreas Integradas de Segurança Pública 07 (São Gonçalo) e 20 (Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis), com 593 e 470 roubos a menos respectivamente.

 

Pelo terceiro mês consecutivo o indicador roubo de carga ficou abaixo do registrado em 2016. Em novembro foram 937 ocorrências no estado, uma redução de 15% em comparação com o mesmo mês do ano passado. As AISP 20 e 41 (Irajá, Vicente de Carvalho, Colégio – parte, Vila Kosmos, Vila da Penha, Vista Alegre, Anchieta, Guadalupe, Parque Anchieta, Ricardo de Albuquerque, Acari, Barros Filho, Costa Barros, Pavuna e Parque Colúmbia) registraram a maior redução no mês. Foram 112 e 78 roubos a menos nessas áreas.

Outros cinco indicadores merecem destaque no mês de novembro: homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte, roubo a residência e roubo a estabelecimento comercial.Os homicídios dolosos apresentaram queda de 1,7% em novembro, ou oito vítimas a menos. Já os latrocínios tiveram redução de duas vítimas e as lesões corporais seguidas de morte, de três vítimas.

Os roubos a residência e a estabelecimento comercial também caíram em novembro: 18,4% e 13,1% de queda, respectivamente.

Para ter acesso aos índices oficiais do estado, clique aqui.

Resumo de alguns indicadores (novembro de 2017):

• Homicídio doloso – Redução de 1,7% em relação a novembro de 2016 (461 em 2016 – 453 em 2017).
• Letalidade violenta (homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e homicídio decorrente de oposição à intervenção policial) – Aumento de 3,1% em relação a novembro de 2016 (581 em 2016 – 599 em 2017).
• Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo) – Redução de 16,6% em relação a novembro de 2016 (12.167 em 2016 – 10.144 em 2017).
• Roubo de veículo – Aumento de 2,1% em relação a novembro de 2016 (4.111 em 2016 – 4.197 em 2017).
• Latrocínio – Redução de duas vítimas em relação a novembro de 2016 (18 em 2016 – 16 em 2017).
• Lesão corporal seguida de morte – Redução de três vítimas em relação a novembro de 2016 (8 em 2016 – 5 em 2017).
• Policiais civis e militares mortos em serviço – Redução de quatro vítimas em relação a novembro de 2016 (7 em 2016 – 3 em 2017).
• Roubo de carga - Redução de 15% em relação a novembro de 2016 (1.102 em 2016 – 937 em 2017).
• Roubo a residência –Redução de 18,4% em relação a novembro de 2016 (136 em 2016 – 111 em 2017).
• Roubo a estabelecimento comercial – Redução de 13,1% em relação a novembro de 2016 (663 em 2016 – 576 em 2017).

Indicadores de produtividade policial (novembro de 2017):

• Armas apreendidas – Aumento de 7,7% em relação a novembro de 2016 (745 em 2016 – 802 em 2017), sendo 55 fuzis.
• Recuperação de veículo – Aumento de 12,7% em relação a novembro de 2016 (2.712 em 2016 – 3.056 em 2017).
• Cumprimento de mandado de prisão – Aumento de 25,9% em relação a novembro de 2016 (1.083 em 2016 – 1.364 em 2017).
• Prisões (guia de recolhimento de preso) – Aumento de 2,7% em relação a novembro de 2016 (3.171 em 2016 – 3.257 em 2017).
• Prisões (Auto de Prisão em Flagrante e Cumprimento de Mandado) – Aumento de 4,1% em relação a novembro de 2016 (3.780 em 2016 – 3.936 em 2017).
• Apreensões de adolescentes (Guia de Apreensão de Adolescente Infrator) – Redução de 29,1% em relação a novembro de 2016 (825 em 2016 – 585 em 2017).
• Apreensões de adolescentes (Apreensão de Adolescente por Prática de Ato Infracional e Cumprimento de Busca) – Redução de 29% em relação a novembro de 2016 (855 em 2016 – 607 em 2017).



Assessoria de Imprensa do Instituto de Segurança Pública – ISP
Karina Nascimento - Tel: 2332-9690/ 98596-5264
e-mail: knascimento.isp@gmail.com / imprensaisp@gmail.com
www.isp.rj.gov.br

Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados