ISP divulga dados do mês de julho 2017

Karina Nascimento
24/08/2017 15:50h

O ISP divulga hoje as incidências Criminais e Administrativas de Segurança do Estado do Rio de Janeiro referentes ao mês de julho de 2017. Os dados são referentes aos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro durante o mês.

No mês de julho de 2017, foram registradas 454 vítimas de letalidade violenta (soma de homicídio doloso, latrocínio, homicídio decorrente de oposição à intervenção policial e lesão corporal seguida de morte) no estado, o menor número registrado este ano. Foram 11 vítimas a menos em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação ao mês de junho de 2017, que já havia apresentado queda em relação a maio, foram 52 vítimas a menos.

 

Os homicídios decorrentes de oposição à intervenção policial também apresentaram queda em julho de 2017. Foram registradas 61 vítimas no estado, indicando uma redução de 17,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esse número é o menor registrado este ano. O indicador mostra redução também em relação ao mês anterior, com 36 vítimas a menos.

 

A Área Integrada de Segurança Pública (AISP) 19 (Copacabana e Leme) não registrou nenhuma vítima de letalidade violenta no mês de julho.

A AISP 20 (Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis) foi a que apresentou o maior número de vítimas em julho, 49, correspondendo a 10,8% das vítimas totais de letalidade violenta do estado no mês. Em seguida, vieram as AISPs 15 (Duque de Caxias), 07 (São Gonçalo), 41 (Colégio (parte), Irajá, Vicente de Carvalho, Vila Kosmos, Vila da Penha, Vista Alegre, Anchieta, Guadalupe, Parque Anchieta, Ricardo de Albuquerque, Acari, Barros Filho, Costa Barros, Parque Colúmbia e Pavuna) e 25 (Araruama, Saquarema, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação de Búzios, Iguaba Grande e Arraial do Cabo), com, respectivamente, 39, 32, 26 e 24 vítimas. Essas cinco AISPs somadas reuniram 37,4% das vítimas no estado.

Para ter acesso aos índices oficiais do estado,clique aqui.

Resumo de alguns indicadores (julho de 2017):

• Letalidade Violenta (Homicídio Doloso, Latrocínio, Lesão Corporal Seguida de Morte e Homicídio Decorrente de Oposição à Intervenção Policial) – Redução de 2,4% em relação a julho de 2016 (465 em 2016 – 454 em 2017).
• Homicídio Decorrente de Oposição à Intervenção Policial – Redução de 17,6% em relação a julho de 2016 (74 em 2016 – 61 em 2017).
• Homicídio Doloso – Aumento de 0,5% em relação a julho de 2016 (368 em 2016 – 370 em 2017).
• Policiais Civis e Militares Mortos em Serviço – Aumento de duas vítimas em relação a julho de 2016 (3 em 2016 – 5 em 2017).

Indicadores de produtividade policial (julho de 2017):

• Armas Apreendidas – Aumento de 1,4% em relação a julho de 2016 (702 em 2016 – 712 em 2017), sendo 19 fuzis.
• Recuperação de Veículo – Aumento de 44,9% em relação a julho de 2016 (2.399 em 2016 – 3.476 em 2017).
• Prisões (Guia de Recolhimento de Preso) – Redução de 3,5% em relação a julho de 2016 (3.447 em 2016 – 3.325 em 2017).
• Prisões (Auto de Prisão em Flagrante e Cumprimento de Mandado) – Redução de 4,6% em relação a julho de 2016 (4.456 em 2016 – 4.252 em 2017).
• Apreensões de Adolescentes (Guia de Apreensão de Adolescente Infrator) – Aumento de 5,5% em relação a julho de 2016 (639 em 2016 – 674 em 2017).
• Apreensões de Adolescentes (Apreensão de Adolescente por Prática de Ato Infracional e Cumprimento de Busca) – Redução de 8,7% em relação a julho de 2016 (779 em 2016 – 711 em 2017).



Assessoria de Imprensa do Instituto de Segurança Pública – ISP
Karina Nascimento - Tel: 2332-9690/ 98596-5264
e-mail: knascimento.isp@gmail.com / imprensaisp@gmail.com
www.isp.rj.gov.br

Visitantes: 517416
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados