Dossiê da Pessoa Idosa


 

O Dossiê da Pessoa Idosa foi elaborado com base nos Registros de Ocorrência das Delegacias de Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro. Tem como objetivo colaborar para reduzir o distanciamento entre a lei e a realidade dos idosos.

Além do papel punitivo, acredita-se que a notificação possa servir para reforçar a efetividade de políticas públicas voltadas à pessoa idosa. Desta forma, embora não revele a totalidade do fenômeno existente na realidade do Estado, a análise e a divulgação dos dados referentes às situações de violência nas quais a população idosa é vítima torna-se de grande importância, permitindo uma melhor compreensão do fenômeno, assim como a elaboração e implementação de políticas de segurança pública voltadas para a minimização dos fatores que colocam em risco este segmento da população.

No documento podem ser encontradas as diversas formas de violência que podem atingir uma pessoa idosa. No plano doméstico e familiar, os tipos mais comuns são: agressões físicas e psicológicas (negação de direitos, humilhações, xingamentos, preconceitos, exclusão do convívio social, etc.), exploração econômica ou apropriação ilegal de pensões, propriedades ou outras formas de renda que pertençam ao idoso, e negligência (ativa ou passiva) quanto aos cuidados que deveriam ser dispensados ao idoso.

Com esta divulgação o ISP espera contribuir para a concretização da cidadania, daquelas pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, conforme definido no Estatuto do Idoso, implantado pela promulgação da Lei nº. 10.741, de 01 de outubro de 2003.








Visitantes: 517416
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados